Início arrow Noticias arrow SFPC conquista prémio da CCILF
SFPC conquista prémio da CCILF Imprimir E-mail

A SFPC foi distinguida pela Câmara do Comércio e Indústria Lusa-Francesa pelo investimento em atividades que reforçam os laços económicos e sociais entre Portugal e França

in Jornal Económico / Suplemento CCILF

images/stories/pdf2017/201801261043000368.png

 

A Sociedade Franco Portuguesa de Capacetes, S.A. dedica-se ao fabrico de capacetes da marca Shark, em material termoplástico, desde janeiro de 2002. Faz parte do grupo Shark, primeiro produtor europeu de capacetes no segmento gama alta e um dos maiores fabricantes a nível mundial. A Sociedade representa cerca de 60% da produção da marca Shark, com uma média de 300 mil capacetes por ano. Com foco na qualidade, segurança e inovação dos capacetes produzidos mantem a satisfação dos clientes. Motivação e formação, aos cerca de 200 colaboradores, têm sido a alavanca para o sucesso.

POTENCIAR AUTONOMIA PRODUTIVA EM PORTUGAL

images/stories/pdf2017/201801261044000481.png

 

Como encara a participação na iniciativa e a conquista do prémio?
Este prémio, que muito nos honra, pode ser considerado como um reconhecimento à actividade industrial desenvolvida nestes 15 anos pela SFPC e pelo Grupo Shark mas, mais que isto, acho que o júri, CCILF e Victória Seguros, compreenderam que este projecto ganhador é a demonstração do esforço e envolvimento de todos os colaboradores da SFPC, cujo trabalho é sempre focalizado na realização de produtos de qualidade, com o máximo nível de segurança.

Qual a importância das relações com França na actividade da empresa e quais as perspectivas de evolução?
O nosso grupo está sediado em Marselha mas desde sempre tivemos a máxima autonomia de gestão. O ano passado tivemos a oportunidade de trazer para Portugal muito do know-how ligado ao desenvolvimento dos novos produtos e neste momento o nosso objectivo é sermos totalmente independentes do grupo de desenvolvimento em França e realizar localmente todos os estudos e realizações necessárias ao desenvolvimento de novos produtos do grupo.

Que avaliação faz do último ano de actividade e quais as perspectivas de evolução no futuro próximo?
O último ano foi extremamente positivo porque atingimos maior autonomia no engineering, implementámos muitas actividades a nível de Lean Manufacturing e claramente tivemos um óptimo desempenho a nível de resultados comerciais e financeiros.
Este ano, também desenvolvemos um novo software de gestão que esperamos nos ajude a optimizar mais a nossa produção. Temos perspectivas muito favoráveis a nível de incremento de trabalho e projetos, não só ligados ao mundo moto mas também aos conceitos outdoor, com boas perspectivas de aumento de produção e criação de emprego.

Quais os mais importantes projetos que estão a desenvolver?
Neste momento estamos focalizados em desenvolver um projecto ligado à produção de capacetes em carbono, topo de gama, com uma nova tecnologia, projecto que esperamos definir em breve para poder arrancar com esta nova linha de produção nos primeiros meses de 2018.

 


 images/stories/sfpc_2.png images/stories/sfpc3.png

S.F.P.C. – Sociedade Franco Portuguesa de Capacetes, S.A.
(fabrico de equipamento de protecção e segurança)
Fundação: 2000
Número de colaboradores: 200