Início arrow Noticias arrow Novos sistemas de fechadura e ignição de veículos com predomínio de eletrónica e de tecnologia de no
Novos sistemas de fechadura e ignição de veículos com predomínio de eletrónica e de tecnologia de no Imprimir E-mail

Com uma área produtiva de aproximadamente 5,800m2, a empresa promotora do projeto, a HUF Portuguesa - Fábrica de Componentes para o Automóvel, Lda. produz sistemas de fechaduras, chaves, sistemas de bloqueio da direção, puxadores de portas e sistemas de puxadores com câmara de visão incorporada e conta com cerca de 337 colaboradores.

in COMPETE 2020, por Miguel Freitas, 13-11-2017

A HUF Portuguesa prepara-se, por via deste projeto, para se iniciar ao nível da produção de um conjunto de produtos que constituirão a nova geração dos sistemas de fecho e ignição das viaturas. Estes novos produtos baseiam-se em telemática e software, trazendo benefícios claros aos consumidores, como o acesso e o acionamento da marcha das viaturas com muito menos esforço, mais conforto, segurança e fiabilidade. A este nível pontuam em especial:

  • fechaduras com comunicação Rádio Frequência
  • chaves com comunicação LF/RF (Low Frequency/Radio Frequency)
  • ignição inteligente, sem chave
  • fechaduras com tecnologia NFC (Near Field Communication).

O investimento, que é considerado fundamental para o futuro da HUF, visa aumentar a quota de mercado em geral, especialmente no mercado europeu, reforçando no segmento premium, recuperando mercado perdido (GM), crescendo nos clientes atuais (VW, Ford, PSA e Volvo) mediante a conquista de contratos para mais séries de produto. Em paralelo, haverá um esforço para abrir novas oportunidades em clientes com menor volume de vendas atual, como a Daimler e a Porshe.

O paradigma tecnológico da indústria automóvel irá alterar-se nos próximos anos, pelo que antecipar esta transformação será essencial a quem pretender conquistar mercado, como é o caso da HUF Portuguesa. O reforço da eletrónica nas fechaduras e sistemas de ignição, e a adoção de tecnologias que permitam a entrada passiva na viatura, são a tendência que se avizinha no futuro desta indústria de componentes.

Face à concorrência, quer interna (no seio do Grupo HUF) quer externa (de mercado), a HUF Portuguesa irá posicionar-se na linha da frente mediante a realização deste investimento, pois trata-se de um investimento tecnologicamente avançado que lhe irá permitir reforçar o nível de eletrónica nos seus produtos, introduzir o fabrico de produtos de nova geração e prestar serviços associados e que valorizam os seus produtos.

A HUF Portuguesa evoluirá dos produtos atuais para produtos inteligentes e conectados, criando componentes que contribuirão para a implementação dos novos paradigmas da mobilidade (veículos elétricos, veículos autónomos, veículos seguros).

Para além disso, criará novos serviços com base nas novas funcionalidades (como por exemplo manutenção preditiva). Este novo serviço constituirá uma funcionalidade adicional com o qual se pretende, acima de tudo, fidelizar o cliente, oferecendo-lhe algo que valoriza a experiência do proprietário do veículo. Como exemplo cite-se um conjunto de sensores que detetam falhas no funcionamento de um produto (uma tranca de direção, por exemplo) através dos quais se poderá inferir se existem ou prever se há probabilidade de virem a existir problemas nesse componente fundamental ao funcionamento e segurança do automóvel.

A empresa irá, por via deste investimento, aumentar o volume de atividade e, consequentemente, a sua faturação em mais de 30%. A HUF Portuguesa irá continuar a fabricar componentes para automóvel, mais propriamente produtos para o acesso, a segurança e a imobilização de veículos, para os construtores do sector automóvel evoluindo dentro desta categoria para produtos com predominante incorporação de eletrónica e produtos de nova geração, isto é, que facilitam o acesso, a imobilização e o arranque das viaturas por via de telemática e software. A quase totalidade da produção adicional será exportada, aliás como será a produção total. Com o acréscimo das exportações que resultam deste projeto, a HUF Portuguesa irá criar mais de 70 novos postos de trabalho.

Testemunho de Pedro Pêga, Managing Director

“Este tipo de apoio torna Portugal e a empresa mais competitivos em termos Europeus e Mundiais. O projecto apoiado permite-nos evoluir tecnologicamente em termos de produto, reforçando a nossa posição nos actuais clientes e facilitando a entrada em novos.”

Apoio

O projeto conta com o apoio do COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à Inovação, envolvendo um investimento elegível FEDER de 9,8 milhões de euros o que resultou num incentivo FEDER de cerca de quatro milhões de euros.

 

Website da HUF PORTUGUESA