Início arrow Notícias arrow Noticias arrow Têxtil Manuel Gonçalves vai reforçar produção para o setor automóvel
Têxtil Manuel Gonçalves vai reforçar produção para o setor automóvel Imprimir E-mail

A TMG tem em curso um investimento de 52,5 milhões de euros, dos quais 45,5 milhões de euros se destinam para o setor de têxteis para automóveis ('automotive')

in Jornal Económico, por Nuno Miguel Silva, 01-08-2017

 images/stories/pdf2017/201708011208001t.jpg

 

A TMG – Têxtil Manuel Gonçalves vai reforçar de forma significativa a produção de têxteis para o setor automóvel (‘automotive’) em janeiro de 2018.

De um plano de investimentos de 52,5 milhões de euros, anunciado em outubro de 2016, cerca de 45,5 milhões de euros serão destinados a este segmento de atividade.

Para implementar esse projeto, que será gerido pela participada TMG Automotive, haverá uma nova unidade de produção no concelho de Vila Nova de Famalicão.

“Em Famalicão, vamos produzir cinco milhões de metros quadrados com uma nova linha de recobrimento. Até ao final do ano, vamos criar, pelo menos 160 postos de trabalho, acima dos 151 que constam do projeto de investimento”, explicou ontem Isabel, administradora da TMG Automotive, numa visita às futuras instalações, com a presença de Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

Com este incremento de produção, a TMG Automotive vai passara produzir 20 milhões de metros quadrados de têxteis para recobrimento automóvel, uma vez que a fábrica da TMG Automotive em Campelos, Guimarães, está no limite da sua capacidade, mas vai continuar a laborar.

A TMG Automotive tem atualmente 573 trabalhadores e deverá fechar o ano de 2017 com uma faturação de 98 milhões de euros.

“Com a nova linha de recobrimento, que está a ser montada num espaço industrial com 25 mil metros quadrados, prevemos atingir os 130 milhões de euros de volume de negócios em 2020”, revelou Isabel Furtado, citada num comunicado ontem divulgado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

A TMG Automotive exporta diretamente 98% da sua produção.

Entre os seus principais clientes contam-se a BMW, Mercedes, Volvo, Mini, Porsche, Jaguar e Lamborghini.

Segundo o referido comunicado, foi mesmo um novo contrato com a Mercedes, para o período 2018-2026, que influenciou na decisão de avançar com o investimento nesta nova linha de fabrico da TMG Automotive.

Dos 52,5 milhões de euros de investimento que a TMG tem em curso, os restantes 6,9 milhões de euros destinam-se à TMG Tecidos, para a requalificação das antigas fiações do complexo industrial – que ficaram devolutos no início dos anos 2000 – e para a aquisição de maquinaria.

A empresa retomou a sua produção em meados de 2015, com 42 teares e uma urdideira, e já tem afetos 68 colaboradores.

Com este investimento, a TMG Tecidos prepara-se para aumentar a capacidade produtiva com mais 55 teares e o consequente volume de negócios.

Este investimento foi declarado pela autarquia de Vila Nova de Famalicão como de interesse municipal, tendo sido concedidos incentivos fiscais ao nível do IMI, do IMT e das taxas municipais de licenciamento.

Com estes dois investimentos, a TMG reforça a sua aposta na inovação de em produtos de maior valor acrescentado, sendfo uma empresa que gasta, em média, entre 4% e 6% do volume de negócios nesta área.

Por exemplo, 26% dos produtos da TMG Automotive têm origem em projetos de inovação.

A TMG – Têxtil Manuel Gonçalves tem oito décadas de existência, tendo sido fundada na freguesia de Vale S. Cosme, no concelho de Vila Nova de Famalicão.

Na cerimónia de ontem, além de Isabel Furtado, esteve presente Manuel Gonçalves, administrador da TMG Tecidos, sendo ambos netos do fundador do grupo.