Início arrow Noticias arrow Norauto escolhe a Veneporte como fornecedor
Norauto escolhe a Veneporte como fornecedor Imprimir E-mail

A Norauto Portugal oficializou o contrato de parceria com a Veneporte, cujo resultado será o início da relação comercial entre ambas as partes.

in Jornal das Oficinas, 28-03-2017

images/stories/pdf2017/20170328001.jpg

A Veneporte passará a fornecer todos os componentes do sistema de escape (catalisadores, filtros de partículas, silenciosos e acessórios), de modo a suprimir as necessidades diárias dos 25 centros auto, uma Norauto Shop e duas oficinas móveis que a marca tem em Portugal.

Presente no nosso país desde 1996, a Norauto sempre prestou o serviço de substituição dos componentes da parte fria do sistema de escape (silenciosos e tubos), abrangendo a maior parte do parque automóvel nacional.

Nesse sentido, e como resultado da atenção e acompanhamento ao mercado constante, a empresa tem estado particularmente atenta à evolução da parte quente do sistema (catalisadores e filtros de partículas), percebendo a maior complexidade dos mesmos e procurando trabalhar com produtos homologados, que garantam a performance e possibilitem aos seus clientes o nível de qualidade expectável.

"Os filtros de partículas, juntamente com os catalisadores e coletores, englobam a parte quente do sistema de escape do veículo, que requerem, hoje, uma maior e mais cuidada manutenção face ao escape por profissionais especializados e marcas certificadas, sendo essa a direção da Norauto", referiu Marco Malacuto, chefe de mercado da Norauto Portugal.

"É objetivo da Norauto Portugal continuar a reforçar a sua posição no mercado, ao trabalhar diretamente com fabricantes, distribuindo os componentes ao consumidor final. A Veneporte assume-se como um parceiro importante no território nacional devido à sua proximidade dos centros Norauto, capacidade logística e reconhecida qualidade nos diversos produtos de sistema de exaustão, onde se inclui o fabrico para vários OEM/OES e homologação de todos os seus produtos", acrescentou o responsável.